quinta-feira, 22 de novembro de 2007

SOLIDÃO. Crônica por Edna Costa.

Como explicar a solidão? Sempre ouvi falar de solidão mas nunca havia parado para pensar e nunca tinha vivido essa situação. Quando se é jovem a gente não entende o que é solidão. Claro que há exceções, mas geralmente na infância e adolescência nossas vidas são cheia de pessoas, fatos e coisas que não nos deixam saber o que isso significa.

Eu tinha uma tia que ficou solteirona e morava com meus avós. Com o passar do tempo eles morreram e ela ficou só. Apesar de ter um certo conforto material minha tia tornou-se uma pessoa amarga, resmungona e chata, que chorava por qualquer motivo. Depois de alguns anos da morte dos meus avós ela desenvolveu um câncer e morreu. Só agora consegui entender o porque da mudança dela. Ela sofria de solidão.

Solidão é a gente estar acompanhada de alguém, mas sentir-se sozinho. É ter um montão de amigos, mas quando voltar pra casa sentir melancolia. É ouvir uma musica triste e chorar. É falar demais no telefone, no serviço e com as pessoas.

Solidão é a gente ficar casado por muitos anos e quando pensa que vai ter uma companhia na velhice, a gente separa. Solidão é quando os filhos casam, vão embora e a casa antes perfeita no tamanho para a família vai ficando grande e silenciosa demais. Solidão é ficar fazendo hora extra no serviço, porque sabe que ao chegar em casa não vai ter ninguém nos esperando.

Solidão é assistir televisão em companhia do nosso mascote e fazer comentários com ele como se falasse com um ser humano. Solidão é ficar feliz sempre que o telefone toca, nem que o telefonema seja cobrança ou notícia chata. Solidão é estar longe da familia e amigos. Solidão é ficar navegando na net por horas a fio por absoluta falta de companhia real.

E você, alguma vez já sentiu algum desses sintomas? Se sentiu você é normal e se não sentiu, você é privilegiado.

2 comentários:

Miss Sunshine disse...

Oi, Edna...

Achei Linda essa crônica!!
Me identifiquei em vários pontos, no entanto ciente destes, estou tentando reverter a situação, sinto necessidade de ser feliz, sendo que, solidão é bom, mas até certo ponto, quando a solidão começa a incomodar, é sinal que mudanças devem e precisam acontecer.

Parabéns querida, suas palavrinhas me emocionaram.

Abracinhos panda...

Marianna

Jandira disse...

Já, sim! E como!!!
Aqui, então...
É uma dor horrorosa, que vem não se sabe de onde, uma saudade doída de seus entes queridos, uma impossibilidade de voltar atrás, de se arrepender...
Uma luta para não perder a sanidade, pra não chutar o balde. um medo de contar pros outros como estamos nos sentindo, com as palavras no seu devido lugar...
E assim vai... um dia após o outro vamos nos vacinando contra a solidão, buscando fazer amizades, ainda que virtuais, protegendo-nos de amizades destrutivas, lutando para não nos entregarmos à tristeza, até que um dia o sol se faz em nossas vidas... A bondade Divina diz: Basta! É hora de sorrir novamente... Assim, parece que do nada... Será? É pq há um tempo para tudo. Só precisamos aprender a aguardar com esperança esse tempo!